quinta-feira, 1 de abril de 2010

"Ateismo é um problema moral", afirma um dos maiores filósofos cristãos

James S. Spiegel tem uma tese desconfortável para propor. Ele argumenta: "ceticismo religioso é, no fundo, um problema moral".

Um professor de filosofia e religião da Universidade de Taylor em Upland, Indiana, EUA, James Spiegel, escreveu um livro de 130 páginas.

The Making of an Atheist (O Making of de um Ateu) é uma resposta aos novos ateus. Mas ao contrário das inúmeras respostas que surgiram a partir de apologistas cristãos, o livro de Spiegel centra-se nas raízes psicológicas do ateísmo.

Enquanto os ateus insistem que a razão fundamental para rejeitar a Deus é o problema do mal ou a irrelevância científica do sobrenatural, o filósofo cristão diz que o argumento é "apenas um ardil" ou "uma cortina de fumaça conceitual para mascarar o verdadeiro problema – a rebelião pessoal".

Ele admite que poderia parecer inadequado ou ofensivo sugerir que a falta de fé em Deus é uma forma de rebelião. Mas ele disse em uma entrevista recente ao Evangelical Philosophical Society que era obrigado a escrever o livro porque está convencido de que "é uma clara verdade bíblica".

Seu objetivo ao escrever o livro não é nem para provocar as pessoas, nem mostrar que o teísmo é mais racional que o ateísmo. Ao contrário, seu objetivo é orientar as pessoas a "explicação real do ateísmo".

"A rejeição de Deus é uma questão de vontade, não do intelecto", afirma. "O ateísmo não é o resultado da avaliação objetiva da prova, mas de desobediência obstinada, mas isso não decorre da aplicação cuidadosa da razão, mas da rebelião intencional. Ateísmo é a supressão da verdade por maldade, a conseqüência cognitiva da imoralidade. Em suma, é o pecado que é a mãe da descrença".

Deus fez a sua simples existência, desde a criação – a partir da vastidão inimaginável do universo para o complexo universo das micro-células individuais, de acordo com Spiegel.

A consciência humana, as verdades morais, as ocorrências milagrosas e o cumprimento das profecias bíblicas são também evidências de que Deus é real.

Mas os ateus, que rejeitam, ou como Spiegel diz, "fazem perder a importância divina de qualquer um destes aspectos da criação de Deus" menosprezam a própria razão.

Isto sugere que outros fatores dão origem à negação de Deus. Em outras palavras, algo que não seja a busca da verdade leva ao ateísmo. Spiegel diz que o problema do ateu é a rebelião contra a pura verdade de Deus, como claramente revelado na natureza. A rebelião é solicitada pela imoralidade e comportamento imoral ou cognição é pecado.

O autor explicou que "há um fenômeno que eu chamo de ‘paradigma induzindo à cegueira’, onde a visão falsa de uma pessoa impede de ver as verdades que de outra forma seriam óbvias. Além disso, a indulgência pecaminosa de uma pessoa é uma maneira de amortecer a sua natural consciência de Deus, ou, como John Calvin chama, o Divinitatis Sensus. E quanto mais esse sentido inato do divino é reprimido, mais resistente a pessoa fica em acreditar em Deus".

Spiegel, que se converteu ao cristianismo em 1980, testemunhou o padrão entre vários de seus amigos.

Seu trajeto do cristianismo ao ateísmo envolve: derrapagem moral (como a infidelidade, o ressentimento ou rancor), seguido pelo afastamento do contato com outros crentes, ocorrendo crescentes dúvidas sobre sua fé e contínua vida de pecado, culminando em um rejeição consciente de Deus.

Examinando a psicologia do ateísmo, Spiegel cita Paul C. Vitz, que revelou uma ligação entre o ateísmo e orfandade.

"Os seres humanos foram feitos à imagem de Deus, e a relação pai-filho é um espelho mostrando os seres humanos como descendentes de Deus", diz Spiegel.

"Nós, inconscientemente (e muitas vezes conscientemente, dependendo de uma visão de mundo), concebemos a Deus como o padrão do nosso pai terreno. No entanto, quando um pai terrestre é defeituoso, seja por morte, abandono ou maus-tratos, projetamos esse pai terreno em Deus".

Alguns dos ateus cujos pais morreram incluem David Hume e Friedrich Nietzsche. Aqueles com pais abusivos ou fracos incluem Thomas Hobbes, Voltaire e Sigmund Freud. Entre os Novos Ateus, o pai de Daniel Dennett morreu quando tinha cinco anos e o pai de Christopher Hitchens "parece ter sido muito distante. Hitchens confessou que ele não se lembra de nada sobre ele".

Quanto à Richard Dawkins e Sam Harris, há pouca informação disponível a respeito de seus relacionamentos com seus pais. "Parece que as conseqüências psicológicas de um pai com defeito deve ser combinada com a rebeldia – uma resposta persistente e imoral de alguma sorte, como o ressentimento, ódio, vaidade, falta de perdão, orgulho. E quando essa rebelião é bastante profunda e prolongada, o ateísmo dá resultados", explica Spiegel.

Em essência, "ateus finalmente optam por não acreditar em Deus", diz Spiegel. E "esta escolha não ocorre em um vácuo psicológico".

"Ela é feita em resposta aos desafios à fé profunda, como os pais com defeito e talvez outros ensaios emocionais ou psicológicos", afirma. "A escolha também não é feita em um vácuo moral. O impacto do pecado e suas conseqüências também serão significativos".Estes efeitos morais e psicológicos acarretam em uma maior chance para negar a realidade do divino, sem qualquer sentido (ou muito) de incoerência em uma visão do mundo".

Colaboração - Irmãos.com

12 comentários:

IERM disse...

O ateismo para mim são as trevas necessarias para que a luz da glória de DEUS brilhe com mais intensidade.

Clávio J. Jacinto

Giovani disse...

Pr. Alexandre,

Mediante quais condições eu posso publicar artigos do seu blog no meu blog http://verbumdomini-giovani.blogspot.com/?
Obrigado

Carlos disse...

Seria engraçado se não fosse triste.

O filosofo-cristão (esse termo em si já é estranho) opina apenas como cristão, quase como pregador, seus argumentos são rasos e impregnados de crença, pura e sem qualquer outro critério.

Mas a cereja do bolo, é um "filósofo" tentando rotular a descrença de NIETZSCHE como ausÊncia paterna, ou mesmo questionar FREUD quanto a essa questão. - Talvez tenha sido a coisa mais ignorantemente arrogante que eu já li em toda a minha vida.

Vozes de Minha Alma disse...

Aliás, imoral são voces, ignorantes, que fazem todo tipó de ardil para querer explicar o inexplicável.
A BÍBLIA É CONTRADITÓRIA SIM!!

Vozes de Minha Alma disse...

Ancestrais de Jesus
Lucas e Mateus listam os ancestrais de Jesus para provar que ele era da família de David, e assim tinha direito ao trono de Israel. A lista de Lucas (3:23-38) vai até Adão (!!) enquanto a de Mateus (1:1-16) só até Abraão.

As duas listas são diferentes. Já se contradizem até quanto ao avô de Jesus (Heli x Jacó). Claro que isto não tem nenhuma importância, pois José não é o pai de Jesus, já que José não “compareceu”. A genealogia de Lucas (3:35-36) também diverge do Gênesis (11:12).

O bom ladrão
Lucas (23:42-43) fala que um dos ladrões se arrependeu. Marcos (15:32) diz que os dois o insultavam.

Conversão de Paulo
Em Atos (9:7) os acompanhantes ouviram a voz mas não viram nada. Em Atos (22:9), eles viram a luz mas não ouviram nada.

Violência
Em alguns trechos, Jesus prega a paz, “dar a outra face” etc. Em Lucas 22:36-38, ele manda que vendam o que for preciso e comprem espadas. Em Mateus 10:34-35 ele diz que não veio trazer a paz mas a espada. E o que fazia Pedro, um simples pescador, com uma espada? E por que foi preciso enviar uma tropa de romanos para prender Jesus, se ele era um pacífico profeta rezando com alguns seguidores?

Judas se enforcou?
Sim, de acordo com Mateus 27:5. Segundo Atos 1:18, ele comprou um campo (ele, não os sacerdotes) mas caiu, se partiu no meio e suas entranhas se espalharam. Mas ele foi salvo, segundo Mateus 19:28, e estará sentado em um dos 12 tronos, presidindo a uma das 12 tribos de Israel, junto aos demais apóstolos.

Subida aos céus
Segundo Atos 1:3, Jesus ficou 40 dias na Terra depois de ressuscitar. Segundo Lucas 24:1-52, no mesmo dia em que ressuscitou, Jesus apareceu a 2 discípulos, depois aos apóstolos em Jerusalém e então subiu aos céus.

Quem matou Golias?
Segundo 1 Samuel 17:50 foi David. Segundo 2 Samuel 21:19 foi Adeodato (ou Elanan, em outra bíblia).

Censo
Em 1 Crônicas 21:1, o diabo manda que David faça um censo do povo de Israel. Em 2 Samuel 24:1, é Deus quem manda.

Negando Jesus
Pedro negou Jesus para duas criadas e um grupo de pessoas (Mateus 26:69-74), ou duas vezes para a mesma criada e um grupo de pessoas (Marcos 14:66-71), ou uma criada e dois homens (Lucas 22:54-60) ou para uma criada, algumas pessoas e um servo do Sumo Sacerdote (João 18:25-27).

Hora da Crucificação
A que horas Jesus foi crucificado? Segundo Marcos 15:25, às nove da manhã. Segundo João 19:14-16, depois do meio-dia.

Vozes de Minha Alma disse...

A figueira que secou
Em Mateus 21:19, Jesus faz uma figueira secar na mesma hora. Em Marcos 11:14-21, ela só seca mais tarde.

Quem carregou a cruz?
Segundo Marcos 15:20-24, Simão Cireneu. Segundo João 19:16-18, Jesus a carregou sozinho. Aliás, segundo textos que não foram incluídos na Bíblia, foi Simão Cireneu que morreu na cruz, enquanto Jesus olhava de longe. Os islamitas também acreditam nisto (Surata 4, versículo 157 do Alcorão).

Jesus prometeu que alguns dos que o ouviam ainda estariam vivos quando ele voltasse, para dar a cada um segundo suas obras (Mateus 16:28, Marcos 08:38 e 09:01 e Lucas 09:26). Alguns crentes falam em um “retorno pessoal”, ou seja, Jesus volta para cada um que tem fé, cada um a seu tempo, mas, em Apocalipse 01:07, vemos que o retorno é para todos: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá”.

Mentira
Deus não mente, segundo Números 23:19 e Hebreus 06:18. Deus mente e faz mentir, segundo Tessalonicenses 02:11 e 1 Reis 22:23

Testemunho
Se Jesus dá testemunho de si mesmo seu testemunho é verdadeiro (João 08:14). Ou falso, segundo João 05:31. E ele invoca o Pai como testemunha válida, o que é um contra-senso, já que, antes de mais nada, ele teria que provar que era o Filho e que o Pai apareceria diante deles se convocado.

Túmulo de Jesus
O túmulo de Jesus estava aberto (segundo Lucas 24:02) quando chegaram as mulheres (segundo Mateus 28:01, Marcos 16:01 e Lucas 24:10 que, aliás, citam mulheres diferentes, ou apenas Maria Madalena (João 20:01). Estava fechado, segundo Mateus 28:01-02. E viram um jovem ou dois jovens ou um anjo ou dois anjos, que estavam dentro ou fora do túmulo, em pé ou sentados. Havia mais de um guarda (Mateus 28:04). Em João 20, Maria Madalena só viu os anjos (e soube da ressurreição) quando voltou com os discípulos. Nos outros evangelhos o(s) anjo(s) já estavam lá na primeira visita.

Vozes de Minha Alma disse...

Maria Madalena
Maria Madalena reconheceu Jesus quando o encontrou pela primeira vez (Mateus 28:09). Não reconheceu (João 20:14)

Aparição
Jesus apareceu pela primeira vez aos discípulos numa montanha da Galiléia, que dista entre 100km e 160km de Jerusalém (Mateus 28:16-17). A dois deles, no campo, e a onze, quando comiam (Marcos 16:12-14). Aos discípulos, à noite (João 20:19)

Ascenção
Jesus estava em Betânia quando se elevou aos céus (Lucas 24:50-51). No Monte das Oliveiras (Atos 01-09-12). Mateus e João não julgaram o fato importante o bastante para ser mencionado.

Apareceu para quem?
Jesus apareceu primeiro a Maria Madalena (Marcos 16:09 e João 20:14). Maria Madalena e outra Maria (Mateus 28:09).

Contou para quem?
A(s) mulher(es) conta(m) primeiro a Pedro e a outro discípulo (João 20:02). A ninguém (Marcos 16:08). Aos onze e aos outros (Lucas 24:09).

Julgamento
Jesus não veio a este mundo para julgá-lo (João 12:47). Veio (João 09:39).
Arrependimento
Deus não se arrepende (Números 23:19 e 1 Samuel 15:29). Deus se arrepende (Jonas 03:10, 1 Samuel 15:11, Êxodo 32:14, Salmos 42:10, Gênesis 06:06, 1 Samuel 15:35).

Face de Deus
Ninguém jamais viu a face de Deus (João 01:18, 06:46 e 04:12). Muitos viram (Gênesis 32:30, Êxodo 24:09-10 e 33:11, Números 14:14, Jó 42:05, Deuteronômio 05:04 e 34:10, Salmos 63:02, Isaías 06:01-05, Amós 07:07-08 e Ezequiel 20:35)

Grosseria
Jesus nunca mentiu ou foi grosseiro (1 Pedro 02:22 e Isaías 53:09). Chamou a uma mulher e sua filha cachorrinhas (Mateus 15:26). Destruiu uma figueira porque não tinha frutos (fora de época) (Mateus 21:19). Mentiu aos discípulos (João 07:08-10). Condenou quem chamasse aos outros louco (Mateus 05:22) mas ele próprio usou esta palavra (Mateus 23:17-19 e Lucas 11:40). Disse que nenhum homem jamais subiu aos céus exceto aquele que veio dos céus e que lá está, o Filho do homem (João 03:13). Mas Elias foi levado aos céus numa carruagem de fogo (2 Reis 02:11). E se Jesus estava na terra e o Filho do homem nos céus, eles não são a mesma pessoa.

Nazareno
Os profetas teriam dito que Jesus seria chamado o Nazareno (Mateus 02:23). Esta profecia não existe no Antigo Testamento. A cidade de Nazaré também só veio a existir séculos mais tarde. Os nazarenos eram uma seita e, junto com ebionitas e essênios, foram extintos pelos paulinistas, a quem hoje chamamos cristãos.

Ira Divina
A ira de Deus é eterna (Jeremias 17:04). Não é (Jeremias 03:12).

Necromancia
Em Levítico 20:27 proíbe-se o contacto com os espíritos ( “O homem ou mulher que pratica a necromancia ou adivinhação, é réu de morte. Será apedrejado, e o seu sangue cairá sobre eles”). Mas em 1 Samuel 28:05-28, o rei Saul consulta uma necromante, que lhe faz aparecer o falecido profeta Samuel.

Os 10 Mandamentos
Os mandamentos das primeiras tábuas da Lei, que Moisés quebrou (Êxodo 20), são diferentes dos das novas tábuas (Êxodo 34). E os 10 mandamentos da Igreja Católica são uma seleção das duas versões, sendo que, até a primeira metade do século XX, o sexto mandamento era “Não cometerás adultério” e não “Não pecarás contra a castidade”. Na verdade, não são 10 os mandamentos, são centenas, indo de preceitos religiosos a detalhes sobre vestimentas, rituais e culinária.

Vozes de Minha Alma disse...

Nabucodonosor
Em Ezequiel 26 se profetiza que a cidade de Tiro será completamente destruída por Nabucodonosor, coberta pelo mar e nunca mais será reconstruída ou encontrada. Em Ezequiel 29:18, entretanto, ele admite que Nabucodonosor fracassou. Na verdade, Nabucodonosor conquistou os arredores de Tiro mas não a ilha, sua parte central. Tiro foi finalmente conquistada por Alexandre o Grande mas não desapareceu. Foi reconstruída e existe até hoje.

O mar não a cobriu, pelo contrário, hoje a ilha está ligada ao continente. Em Ezequiel 30 se profetiza que, em recompensa pelo esforço (inútil) com Tiro, o Egito seria dado a Nabucodonosor, que o destruiria. Isto também não ocorreu.

Nota: crentes tomam as passagens da Bíblia ao pé da letra quando lhes convém e no sentido figurado, no caso contrário. Um ótimo exemplo é esta “explicação”: “Tiro não foi destruída materialmente mas deixou de existir espiritualmente por ter se prostituído”. Muito convincente — para um crente que abdicou da razão.

Fuga para o Egito
Mateus 02: 13-23 diz que Jesus foi levado para o Egito para não ser morto por Herodes e, depois da morte deste, por medo de seu sucessor, foi viver em Nazaré, na Galiléia. Lucas 02:21-22 diz que foram diretamente a Jerusalém assim que terminaram os 40 dias do resguardo de Maria, sem mencionar Herodes e a fuga, e só então foram para Nazaré.

Nascimento
Segundo Mateus, Jesus nasceu quando Herodes ainda vivia. Segundo Lucas, quando Cirênio (Quirino) era governador da Síria, mas sua nomeação só ocorreu 10 anos depois da morte de Herodes.

Família
Mateus 19:19 diz “Honra teu pai e tua mãe”. Mateus 19:29 diz “Quem deixar seu pai e sua mãe terá a vida eterna”.

Santíssima Trindade
Jesus é igual ao pai (João 10:30). É inferior (João 14:28). Não conhece os segredos do pai (Marcos 13:32). Aliás, como fica o dogma da Santíssima Trindade, depois disto?

Assírios
Miquéias 05:02-15 diz que os assírios conquistariam Judá e que o Messias mais tarde a libertaria, submetendo o resto do mundo aos hebreus, mas os assírios nunca entraram em Judá e já não mais existiam na época em que Jesus supostamente viveu. De qualquer modo, Jesus não libertou os judeus, pelo contrário, eles foram derrotados e espalhados pelo mundo.

Bebida
Deram vinagre a Jesus (João 19:29-30), vinho com fel (Mateus 27:34) ou vinho com mirra (Marcos 15:23). Jesus bebeu; provou e não bebeu; recusou.

Eu vô! Num vô!
Javé disse a Balaão que não fosse com os chefes de Moab (Números 22:12). Logo em seguida, mudou de idéia (Números 22:20) e o mandou partir. Entretanto, quando Balaão partiu, ficou furioso (22:22).

Holocausto
Javé mandou sacrificar animais em holocausto (Êxodo 29:16-18). Nunca deu esta ordem (Jeremias 07:21-23).

António Jesus Batalha disse...

Suas mensagens são muito boas e vir a seu blog é uma benção.Dou-lhe os parabéns e continue nessa
sua força trazendo a cada dia essas mensagens gratificantes de edificação, consolação e exortação. É este o alvo da nossa vida, incentivar a continuar a nossa caminhada pelas veredas da luz, com alegria falando das maravilhas do nosso Salvador. Que sua vida brilhe mais e mais a cada dia. Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais é só clikar. Faça-o de forma a que possa seguir também seu blog. As minhas cordiais saúdações em Cristo Jesus.

Jayy Be disse...

Nunca vi tanta baboseira junta. Acreditava que o texto poderia chegar em bom lugar mas infelizmente não é o caso. Ainda chamam o mesmo de filósofo? Para mim é um lambão querendo vender livros para mentes iletradas.

Manual de Fundações disse...

A vida consiste em amar. Ninguém consegue viver sem Amor. Nascemos de um ato de Amor e vivemos para amar.
RAFAEL MARCOS GARCIA

Roberto Almeida disse...

Concordo com vc. Kkkk e está cheio de crente sendo violentado em casa. Com ou sem pai. Pq continuam crentes? Uma piada....